O Joãozinho: - Pai, eu preciso fazer um trabalho para a escola! Posso fazer-te uma pergunta? - Claro, meu filho, qual é a pergunta? - O que é política, pai? - Bem, política envolve: Povo; Governo; Poder Económico; Classe Trabalhadora; Futuro do País. - Não entendi, pai, podes explicar melhor? - Bem, vou usar a nossa casa como exemplo: Sou eu quem traz o dinheiro para casa, então eu sou o Poder Económico. A tua mãe administra e gasta o dinheiro, então ela é o Governo. Como nós cuidamos das tuas necessidades, tu és o Povo. O teu irmãozinho é o Futuro do país. A Mariazinha, que toma conta dele, é a Classe Trabalhadora. Entendeste, Joãozinho? - Mais ou menos, pai, vou pensar. Naquela noite,o Joãozinho foi acordado pelo choro do irmãozinho e foi ver o que havia de errado. Descobriu que o irmãozinho tinha sujado a fralda e estava todo emporcalhado. Foi ao quarto dos pais e viu que sua mãe estava num sono muito profundo. Foi ao quarto da Mariazinha e viu através da fechadura o seu pai a fazer sexo com ela. Como os dois nem percebiam as batidas que o Joãozinho dava na porta, ele voltou para o quarto e dormiu. Na manhã seguinte, na hora do café, ele falou para o pai: - Pai, agora acho que entendi o que é política. - Ótimo, filho! Então explica-me com palavras tuas. - Bem, pai, acho que é assim: Enquanto o Poder Económico fode a Classe Trabalhadora, o Governo dorme profundamente, o Povo é totalmente ignorado e o Futuro do País fica na merda!!!...//... Um tipo, finalmente, depois de anos a juntar dinheiro, conseguiu realizar o seu sonho de comprar um Audi A4 topo de gama, descapotável, com todos os extras. Então, numa bela tarde, decidiu ir para uma auto-estrada para testar todas as capacidades da sua máquina. Capota para baixo, o vento na cara, o cabelo ao vento, sentiu-se bem e resolveu ir a fundo. Quando o ponteiro marcava os 160, ele viu que um carro da GNR o perseguia com a sirene a tocar e os pirilampos ligados. - Ah! Ora bolas! Mas eu com o meu Audi vou conseguir escapar, pensou ele, e meteu prego a fundo. O ponteiro foi para 180, 200, 230, e o carro patrulha atrás. - "Que maluqueira, ainda me mato", pensou ele, e então resolveu encostar. O guarda veio, pediu os documentos, examinou o carro e disse: - Eu tive um dia muito duro e já passou do horário do meu turno. Se me der uma boa desculpa, que eu nunca tenha ouvido, para conduzir desta maneira, eu deixo-o ir embora. E ele respondeu: - Na semana passada a minha mulher fugiu com um militar da GNR, e eu tive medo que fosse esse guarda a querer devolvê-la. - Boa tarde! Vá à sua vida! - disse o guarda....//... Rui Vitória: "Darei a vida por este clube". O Benfica contratou um político?...//... A Rita e o seu namorado estavam no quarto quando a mãe da Rita que preparava o jantar começa a chamar: - Rita, o jantar está pronto! - Já vou mãe. Não demoro. - Eu sei o que é que eles estão a fazer - diz o Joãozinho, o irmão mais novo da Rita. - Deixa de ser intrometido e cala a boca! - diz a mãe ao Joãozinho. - Rita, anda! Vem para a mesa! - Já vou mãe! - Eu sei o que é que eles estão a fazer - continua o pestinha. O pirralho leva um tabefe e cala a boca. Passado quase meia hora, a mãe, novamente: - Rita, despacha-te que a comida vai arrefecer! - Oh mãe, já vou... - diz a filha, quase a chorar... O Joãozinho então começa a rir e diz: - Eu sei o que é que eles estão a fazer... Eheheh! A mãe diz: - Fala então, peste! - A Rita pediu-me o tubo da vaselina e eu dei-lhe o da Super Cola!...//... Uma loira entra numa loja e diz: - Quero comprar aquela televisão. Responde o vendedor: - Não vendo televisões a loiras. A loira muito chateada vai-se embora. No dia seguinte, volta à mesma loja, mas desta vez disfarçada com uma peruca ruiva e pede: - Quero aquela televisão. Responde o vendedor: - Não vendo televisões a loiras. No dia seguinte, ainda mais disfarçada com óculos escuros e peruca preta, a loira volta à mesma loja e apontando para a mesma televisão diz: - Quero aquela televisão! Responde o vendedor: - Não vendo televisões a loiras. Ela fica a pensar um pouco e, uns minutos depois pergunta: - Mas como é que sabe que eu sou loira? E diz o vendedor: - Porque aquilo não é uma televisão, é um microondas!...//... O Dias e o Domingos são dois amigos que passam a vida a implicar um com o outro. Diz o Domingos: - Ó Dias, sabes que há Dias cabrões? Responde o Dias: - Sei. Para mim são os Domingos!...//... Na semana passada o meu amigo Pedro Adolfo Dias foi a uma despedida de solteiro de um grande amigo seu. Quando voltava para casa, foi mandado parar pela Brigada de Trânsito à entrada da cidade de Abrantes. Ora, Pedro Adolfo Dias estava num estado lastimável, quase caiu ao sair de dentro do carro, e via três policias a pedirem-lhe para soprar o balão. Só que, do outro lado da estrada, há um camião que sobe a divisória e capota espalhando um carregamento de tijolos pela estrada toda. Vendo isto os guardas da BT começam a correr em direcção ao sinistro e mandaram o meu amigo Pedro embora. E lá foi ele todo contente para casa.. No dia seguinte a sua mãe acorda-o e diz-lhe: - Pedro, o que faz aquele carro da Brigada de Trânsito na nossa garagem?...//... Esta tarde Cavaco Silva não desmaiou durante as Cerimónias do 10 de Junho em Lamego. Para Adolfo Dias, especialista da matéria derivada da questão, a explicação para esta não ocorrência, é simples: "Quem está em Coma e Estado Vegetativo Persistente, não desmaia"....//... Após o resultado dos exames, o médico diz: - Más notícias senhor Pinto da Silva, a partir de hoje terá que tomar este medicamento durante o resto da sua vida. - Mas senhor doutor, aqui no folheto está escrito: “Não utilize este medicamento por mais de 4 semanas”. - Então, foi o que eu disse...//... Joãozinho e outro menino discutem: - O meu pai é melhor que o teu! - Não, não é! – Responde o Joãozinho. Continua o outro menino: - O meu tio é melhor que o teu! - Não é, não! – Diz o Joãozinho. Diz o outro menino: - Mas a minha mãe é melhor que a tua! E, com ar de gozo, responde o Joãozinho: - Bom, isso é capaz de ser verdade, porque o meu pai e o meu tio não falam de outra coisa......//... Pela primeira vez, aconteceu em directo na TV em Portugal: Duas mulheres envolvem-se numa acesa e insultuosa discussão, mas resistem à tentação de esticar o cabelo uma da outra....//...Um lisboeta e um alentejano foram parar à mesma barbearia. Lá sentados, com um barbeiro a atender cada um deles, não se falou uma palavra. Os barbeiros temiam iniciar qualquer conversa, pois poderia descambar em discussão. Terminaram a barba dos seus clientes mais ou menos ao mesmo tempo. O barbeiro que tinha o lisboeta na sua cadeira estendeu o braço para pegar o after-shave, no que foi interrompido rapidamente pelo seu cliente: - Não obrigado, a minha esposa vai sentir esse cheiro e pensar que eu estive numa casa de putas - disse o lisboeta. O segundo barbeiro virou-se para o alentejano: - E o senhor? - indagou. E o alentejano respondeu: - Ponha bastante! A minha mulher nunca lá esteve e não sabe como é o cheiro de uma casa de putas....//... Maior Religião de Portugal sofre grande revés: Seis milhões de crentes deixaram de acreditar em Jesus!...//... Um agente da ASAE vai a uma propriedade e diz ao dono, um velho agricultor: - Preciso inspeccionar a sua propriedade. Há uma denúncia de plantação ilegal. O agricultor diz: - Ok, inspeccione o que quiser, mas não vá àquele campo ali. E aponta para uma determinada área. O agente da ASAE diz indignado: - O senhor sabe que tenho o poder da autoridade comigo? E tira do bolso um crachá mostrando ao agricultor: - Este crachá dá-me a autoridade de ir onde quero e entrar em qualquer propriedade. Não preciso pedir ou responder a nenhuma pergunta. Está claro? Fiz-me entender? O agricultor, muito educado, pede desculpa e volta para o que estava a fazer. Poucos minutos depois, ouve uma gritaria e vê o agente de autoridade a correr para salvar e sua própria vida perseguido pelo Asdrúbal, o maior touro da quinta. A cada passo o touro vai chegando mais perto do agente, que parece que será apanhado antes de conseguir alcançar um lugar seguro. O agente está apavorado. O agricultor larga as ferramentas, corre para a cerca e grita com todas as forças de seus pulmões: - O Crachá, mostre-lhe o CRACHÁ!!!...//... A mulher estava no outro lado da rua, na habitual coscuvilhice com uma vizinha. O seu marido estava em casa, conferindo os números do euro-milhões. Quando viu que tinha ganho o primeiro prémio 'enlouqueceu' e começou a gritar: - Miquelina! Miquelina! Ganhei, ganhei o euro-milhões! A mulher, atravessou a rua como uma louca, mas passou um camião e matou a coitada. O marido reagiu: - Puuuuuuta que pariu! Quando a sorte vem, vem com tudo mesmo! Rico e solteiro!...//... Aviso: Se gosta muito da sua Sogra, não leia este texto! Um homem depara-se com um enterro, seguido de uma inusitada procissão. Primeiro vinha um caixão. Depois um segundo caixão. Em seguida, um homem sozinho levando um "pitbull" pela coleira. Finalmente, atrás dele, uma longa fila indiana só de homens. Sem conseguir conter a curiosidade, aproxima-se delicadamente do homem com o cão e diz: - "Os meus sentimentos pela sua perda... mas...eu nunca vi um enterro assim.. O senhor poderia dizer-me quem é que morreu?" - "Bem... no primeiro caixão está a minha mulher". - "Sinto muitíssimo! O que aconteceu com ela?" - "O meu cão.... ele atacou-a..." - "Que tragédia!... - "E o segundo caixão?" - "A minha sogra... ela tentou salvar a filha"... Um silêncio consternado e pungente. Os dois homens olham-se nos olhos. - "Empresta-me o cão?" - "Meta-se na fila..."...//... Um Alentejano queria livrar-se do gato. Levou-o até uma esquina distante e voltou para casa. Mas quando chegou à casa, o gato já lá estava. Levou-o novamente, agora para mais longe. No regresso, volta a encontrar o gato em casa. Fez isso umas três vezes e o gato voltava sempre para casa. Furioso, pensou: "Vou lixar este gato!" Pôs-lhe uma venda nos olhos, amarrou-o, meteu-o num saco, colocou-o na mala do carro. Subiu à serra mais distante, entrou e saiu de diversas estradinhas. Deu mil voltas e acabou por soltar o gato no meio do mato. Passados dois dias, o alentejano liga para casa pelo telemóvel... - Tá, Maria, o gato já chegou? - Chegou ontem... - Ainda bem, deixa-me falar com ele porque eu estou perdido....//... Encontrei este texto na página do meu Amigo Paco Bandeira: Um homem, depois do trabalho, levou para casa seu melhor amigo para jantar, sem aviso prévio. Então, a esposa começou a gritar com ele assim que soube que seu amigo já estava sentado no sofá, e o amigo, surpreso e constrangido, escutou: - Meu cabelo, minhas unhas e a maquilhagem não estão feitas, a casa está uma bagunça, as louças não estão lavadas e nem fiz compras... Eu já estou de pijama, estou de TPM, não posso ser incomodada e nem vou cozinhar hoje à noite porra nenhuma! E por que diabos o trouxeste para casa logo esta noite? - É PORQUE ELE ESTÁ A PENSAR EM CASAR-SE …...//... Manuel Chaparro, alentejano de Castro Verde, pensou bem e decidiu que os ferimentos que sofreu num acidente de trânsito eram sérios o suficiente para levar o dono do outro carro a tribunal. No tribunal, o advogado do réu começou por perguntar ao Manuel Chaparro: - O Senhor, na altura do acidente, não disse "Estou óptimo"? Manuel Chaparro responde: - Bem, eu vou contar o que aconteceu. Eu tinha acabado de colocar a minha mula favorita na camionete... - Eu não pedi detalhes! - Interrompeu o advogado. - Responda somente à questão: - O Senhor não disse, na cena do acidente, "Estou óptimo"? - Bem, eu coloquei a mula na camionete e estava descendo a rua... O advogado interrompe novamente e diz: - Meritíssimo, estou tentando estabelecer os factos. Na cena do acidente este homem disse ao soldado da GNR que estava bem. Agora, várias semanas após o acidente ele está tentando processar meu cliente, e isto não pode ser. Por favor, poderia dizer-lhe que deve responder somente à minha pergunta. Mas, nesta altura, o Juiz mostra-se muito interessado na resposta do Manuel Chaparro e diz ao advogado: - Eu quero ouvir a versão dele! Manuel Chaparro agradece ao Juiz e prossegue: - Como ê stava dizendo, coloqi a mula na caminete e estava descendo a rua quando uma pick up passou o sinal vermelho e bateu num lado da minha caminete. Eu fui lançado fora do carro para um lado da rua e a mula foi lançada pro outro lado. Eu fiquei muito ferido e mal me podia mexer. Mas eu conseguia ouvir a mula zurrando e grunhindo e, pelo barulho, percebi que ela estava muito ferida. Em seguida chegou o soldado da GNR. Ele ouviu a mula gritando e zurrando e foi ver como ela estava. Depois de ter olhado bem para a mula, abanou a cabeça, pegou na pistola e deu-lhe três tiros. Depois ele atravessou a estrada com a arma na mão, olhou para mim e disse: - A sua mula estava muito mal e eu tive que a abater. E o senhor, como é que se está a sentir? - Aí ê pensi bem e disse: Eu? Eu tou óptimo! Pôrra, ia dizer que tava mali, não???...//... O pai entra no quarto do filho e vê um bilhete em cima da cama. Lê o bilhete, temendo o pior. "Pai, é com grande pesar que te informo que fugi com meu novo namorado, o João, um italiano muito lindo que conheci no Algarve. Estou apaixonado por ele. Ele é muito gato, com todos aqueles 'piercings', tatuagens e aquela super-moto BMW que comprou há dias. Mas não é só por isso que vou com ele, é que também descobri que não gosto de mulheres e, como sei que não vais consentir isso, decidimos fugir e ser muito felizes neste mundo. Ele quer adoptar filhos comigo, e isso é tudo o que eu sempre desejei para mim. Aprendi com ele que a canabis é óptima, uma coisa natural, que não faz mal a ninguém, e ele garante que no nosso pequeno lar não vai faltar marijuana. O João acha que eu, os nossos filhos adoptivos e os seus colegas 'gays' vamos viver em perfeita harmonia. Não te preocupes pai, eu já sei cuidar de mim, apesar dos meus 15 anos. Já tive várias experiências com outros tipos e tenho a certeza que o João é o homem da minha vida. Um dia eu volto, para que tu e a mãe conheçam os nossos filhos. Um grande abraço e até algum dia. De teu filho, com amor." O pai quase a desmaiar, continua a ler. PS: Pai, não te assustes é tudo mentira!!! Estou na casa da Cátia, a nossa vizinha boazona. Só queria mostrar-te que existem coisas muito piores do que as minhas notas escolares, que estão na primeira gaveta. Abraços, Teu filho, burro, mas macho!...//... Joaquim parou o seu camião na frente da loja do turco Kaled e perguntou: - Sr. Kaled tenho aqui um camião de arroz sem documento de transporte, o senhor quer? - Claro que Kaled quer, – vira-se para o filho e diz: - Kaledinho, vai para a esquina e se aparecer o Fiscal vens cá avisar. Começam a descarregar o camião e no meio da descarga aparece o Kaledinho a gritar dizendo que o Fiscal vem lá. - Pára tudo e volta a carregar, grita Kaled. Entretanto chega o Fiscal. - Grande venda senhor Kaled? - A melhor venda que Kaled fez este ano. - E essa mercadoria tem documento de transporte? - Ainda não tem documento de transporte porque estou à espera para ver quanto leva o camião. - Não pode – diz o Fiscal. O documento de transporte tem de ser emitido antes de carregar! - Ah… então pára tudo, que Kaled não quer problemas com a justiça! Descarrega tudo do camião e guarda dentro do armazém!...//... O Manel entrou no bar por volta das 20 horas. Sentou-se ao pé de uma loira esplendorosa quando começavam as notícias do dia. A reportagem cobria a notícia de um homem que estava prestes a atirar-se do alto de um enorme edifício. A loira voltou-se para o Manel e disse: - Acha que ele vai saltar??? O Manel respondeu: - Aposto que sim. A loira respondeu: - Eu aposto que não salta. Manuel pôs uma nota de 20 euros na mesa e desafiou: - Vamos apostar??? - Sim!!! Logo que a loira colocou o seu dinheiro na mesa, o homem atirou-se e morreu no momento em que se esborrachou no solo. A loira ficou muito aborrecida, mas aceitou a derrota: - Aposta é aposta. É justo. Fique com os meus 20 euros. Manuel respondeu: - Não posso aceitar o seu dinheiro. Eu já tinha visto o incidente no noticiário das 18 horas. Eu sabia que ele iria saltar. A loira respondeu: - EU também vi, mas nunca pensei que ele saltasse outra vez!...//... Duas loiras assistem a um jogo de futebol pela primeira vez e logo no estádio. Vêem a primeira parte com muita atenção e, chegado o intervalo, percebem que todos estão a protestar contra o árbitro. Não entendendo porquê, perguntam a um espectador que estava sentado na bancada: - Desculpe, é a primeira vez que vimos um jogo de futebol. Ajude-nos, por favor, a perceber para quem é que estão a gritar? O homem, percebendo que eram loiras, simplificou a resposta: - Para aquele senhor de preto lá à frente. Elas olham as duas uma para a outra e a que perguntou exclama: - Também não admira nada! Já está em campo há uma hora e ainda não tocou na bola!...//... A professora estava com dificuldades com um dos alunos. - Lucas, qual é o problema? - Sou demasiado inteligente para estar no primeiro ano. A minha irmã está no terceiro ano e eu sou muito mais inteligente do que ela, quero ir para o terceiro ano também! A professora vê que não vai conseguir resolver o problema e manda-o para o conselho directivo. Enquanto Lucas está na sala de espera, a professora explica a situação ao director, este decide fazer um teste ao miúdo. A professora então chama o Lucas e explica-lhe que lhe vão fazer um teste e caso ele responda correctamente a todas as perguntas passará automaticamente para o terceiro ano. O Director começa: - Lucas, quantos são 3 vezes 3? - 9. - E quantos são 6 vezes 6? - 36. E o director continua com as perguntas a que um aluno do terceiro ano deve saber responder e Lucas não erra nada. O director diz para a professora: - Acho que vamos mesmo ter que passar o Lucas para o terceiro ano. - Posso fazer algumas perguntas também, Sr.Director? Pergunta a professora. O director concorda e a professora começa: - A vaca tem quatro e eu só tenho duas o que é? Lucas pensa um instante e responde: - Pernas. Ela faz-lhe outra pergunta: - O que é que tu tens nas tuas calças que eu não tenho nas minhas? O director arregala os olhos, mas não tem tempo de interromper... - Bolsos. Responde Lucas. - O que é que entra na frente da mulher e que só pode entrar atrás no homem? Estupefacto com as questões, o director prende a respiração... - A letra "M". Responde o miúdo. A professora continua o questionário: - Onde é que a mulher tem o cabelo mais encaracolado? - Em África. - O que é que é mole, mas na mão das mulheres fica duro? - O verniz. - O que é que as mulheres têm no meio das pernas? - Os joelhos. - O que é que a mulher casada tem mais larga que a solteira? - A cama. - Qual o monossílabo técnico que começa com a letra C e termina com a Letra U e ora está sujo ora está limpo? - O céu. - O que é que começa com C tem duas letras, um buraco no meio e eu já dei a várias pessoas? - CD. Não se contendo mais, o director interrompe, respira aliviado e diz à professora: - Ponha o Lucas no quarto ano. Até agora EU errei todas!...//... Já depois da meia-noite, um tipo passa junto a um cemitério quando ouve: - Crash! Crash! Crash! Acelera o passo, mas o barulho parece aumentar. - Crash! Crash! Crash! Assustado, mas curioso, estica o pescoço sobre o muro e vê um homem com uma talhadeira e um martelo sentado numa campa, talhando a lápide. - Puxa - murmura, aliviado. - O senhor pregou-me um valente susto! - Desculpe - responde o homem, e continua o trabalho. - Afinal, o que é que o senhor está a fazer? - Pergunta o tipo que ia a passar. - Estou a corrigir o meu nome. Escreveram mal na lápide!...//... A barriga do padre crescia cada vez mais. Descartada a hipótese de cirrose, os médicos concluíram por uma exploratória, já que não havia razão para aquilo. A cirurgia mostrou que era mero acumulo de líquidos e o problema foi sanado. Estudantes resolveram aprontar e quando o padre estava acordando da recuperação pós-cirúrgica eles colocaram-lhe um bebé nos braços. O padre, espantado, perguntou o que era aquilo e os rapazes disseram que era o que ele tinha na barriga. Passado o espanto e tomado de ternura, o padre abraçou a criança e não quis mais se separar. Como se tratava de um filho de mãe solteira que morrera durante o parto, os rapazes envidaram todos os esforços para que o padre ficasse com a criança. Os anos passaram e a criança, apresentada à comunidade como filho adoptivo do padre, transformou-se num homem que se formou em medicina. Um dia o padre, já velhinho e sentindo que estava a chegar a sua hora de partir, chamou o rapaz e disse: - Meu filho! Tenho o maior segredo do mundo para te contar, mas tenho medo que fiques chocado. O rapaz, que já tinha intuído de que se tratava, disse compreensivo: - Já sei. Adivinhei há muito tempo. O senhor vai-me dizer que é meu pai biológico. - Não... - disse o padre, emocionado - Sou a tua mãe! O teu pai é o senhor Bispo!...//... Joãozinho com 9 anos de idade foi passar uns dias em casa da Avó. Estava ele a brincar na rua com alguns colegas e, passado uns tempos entrou em casa perguntando: - Avó, como se chama aquilo quando duas pessoas dormem no mesmo quarto e ficam uma em cima da outra? A Avó assustada com a pergunta, pensou e achou que seria melhor dizer a verdade: - Bem, Joãozinho, isso chama-se uma relação sexual, fazer Amor ou como se diz agora, dar uma queca. Joãozinho, satisfeito com a resposta, voltou para a rua, para brincar. Poucos instantes depois, ele entra em casa novamente, todo esbaforido, e diz: - Avó aquilo que eu lhe perguntei, afinal chama-se BELICHE e a mãe do Carlinhos quer falar com a Avó!...//... Um Alentejano vem à capital para um exame periódico de saúde. - Você bebe? - Dois ou três copos de vinho às refeições e um uisquinho à noite - Fuma? - Dois charutos por dia. - E quanto a sexo? - Duas ou três vezes por mês. - Sóóóóóó !?!?!? Com a sua idade e a sua saúde? Mais velho sou eu e chega a ser duas a três vezes por semana. - Pois ... só que vossemecê é médico em Lisboa e eu sou padre em Aljustrel......//... Numa manhã tranquila, numa aldeia Alentejana, o Padre estava em frente da igreja quando viu passar a Antónia de uns 9 ou 10 anos, pés descalços, franzina, meio subnutrida, ar angelical, conduzindo umas 6 ou 7 cabras. Era com esforço, que a criança conseguia reunir as cabras e fazê-las andar. O Padre observava o seu trabalho. Começou a imaginar se aquilo não seria um caso de exploração de trabalho infantil, e foi conversar com a menina. - Olá, Antónia. O que estás a fazer com essas cabras? - Vou levá-las ao bode para as cobrir, Sr. Padre. Vou levá-las para o monte do Ti Chico Carlos. - És capaz de me explicar uma coisa, Antónia! Porque não é o teu Pai ou os teus irmãos a fazerem isso? - Já fizeram. Mas elas não emprenham. Tem que ser mesmo um bode!...//... Numa manhã, a professora pergunta ao aluno: - Diz-me lá quem escreveu "Os Lusíadas”? O aluno, a gaguejar, responde: - Não sei, Sr.ª professora, mas eu não fui. E começa a chorar. A professora, furiosa, diz-lhe: - Pois então, de tarde, quero falar com o teu pai! Em conversa com o pai, a professora faz-lhe queixa: - Não percebo o seu filho. Perguntei-lhe quem escreveu ”Os Lusíadas” e ele respondeu-me que não sabia, que não foi ele… Diz o pai: - Bem, ele não costuma ser mentiroso, se diz que não foi ele, é porque não foi. Já se fosse o irmão... Irritada com tanta ignorância, a professora resolve ir para casa e, na passagem pelo posto local da GNR, diz-lhe o comandante: - Parece que o dia não lhe correu muito bem… Confessa a professora: - Pois não, imagine que perguntei a um aluno quem escreveu "Os Lusíadas” e respondeu-me que não sabia, que não foi ele, e começou a chorar. O comandante do posto: - Não se preocupe. Chamamos cá o miúdo, damos-lhe um "aperto”, e vai ver que ele confessa tudo. Já com os cabelos em pé, a professora chega a casa e encontra o marido sentado no sofá, a ler o jornal. Pergunta-lhe este: - Então o dia correu bem? Desabafa a mulher: - Ora, deixa-me cá ver. Hoje perguntei a um aluno quem escreveu "Os Lusíadas” começou a gaguejar, que não sabia, que não tinha sido ele, e pôs-se a chorar. O pai diz-me que ele não costuma ser mentiroso. O comandante da GNR quer chamá-lo e obrigá-lo a confessar. O que faço a isto? O marido, confortando-a: - Olha, esquece. Janta, dorme e amanhã tudo se resolve. Vais ver que se calhar foste tu e já não te lembras…...//... Um peregrino, a caminho de Fátima, pernoita na casa duma viúva. A meio da noite ela chama-o e mostra-se toda nua. O peregrino, com medo de pecar, foge rapidamente de casa e, logo que a igreja abre, vai confessar-se. O padre diz-lhe então: - Vai para casa meu filho e, como penitência, comes 5 kg de favas. - Sr. Padre, mas eu não sou nenhum cavalo. - Mas és burro! Primeiro comias a viúva e depois é que te vinhas confessar!!! ...//... Paulo Portas, impossibilitado de frequentar, por razões óbvias, as feiras e mercados, aos sábados, domingos e feriados, começou a dedicar-se à caça, não submarina, com uns amigos alemães que conheceu no tempo do negócio dos "submersos" e, com a sua conhecida mania das grandezas, em vez de se dedicar aos coelhos, lebres ou às perdizes, resolveu ir passar os fins de semana no Alasca, e caçar ursos. Depois de várias horas à espreita, avistou um urso grande, apontou a carabina e abateu o animal. Estava a gritar de alegria, quando sentiu um toque no ombro. Era um urso maior ainda, a sacudir a cabeça em sinal de desaprovação: - Não deverias ter feito isto – disse o urso – Mataste um dos meus semelhantes, e agora vais ter de pagar. Preferes morrer ou ser violado? Diante das circunstâncias, Paulo Portas escolheu a segunda alternativa, entregando-se ao animal. Sobreviveu, mas jurou vingança. Um mês depois, voltou ao Alasca disposto a matar o urso que o violentara. Avistou-o, apontou e abateu-o com um único tiro. Logo sentiu um toque no ombro. Era outro urso, muito maior do que o que ele tinha matado. O bicho repetiu o discurso do mês anterior: - Mataste um dos meus semelhantes e vais ter de pagar. Preferes morrer ou ser violado? O Paulinho nem queria acreditar naquilo. A cena repetia-se. Jurando vingança, entregou-se ao animal monstruoso. No mês seguinte, sedento duma desforra, voltou ao Alasca. Avistou um gigantesco urso, apontou e abateu o animal com um tiro certeiro. E sentiu outro toque no ombro. Era um urso descomunal, que disse: - Diz-me a verdade, tu não vens aqui para caçar, pois não?...//... O Presidente dos Estados Unidos da América, Barak Obama, ouviu tanto falar dos alentejanos, que decidiu convidar um grupo deles para visitarem os Estados Unidos. Mandou o seu próprio avião buscá-los ao Alentejo e prepararam uma grande recepção no hangar presidencial, onde colocaram um grande palanque, com banda, passadeira e cartazes de boas-vindas. Ao chegar o avião, a banda começa a tocar, os coros a cantar, abre-se a porta do avião, assoma-se a hospedeira e,... nada, dos convidados... nada. O presidente, descontrolado porque eles não descem, manda o seu secretário investigar. O secretário regressa, fala com o presidente e diz-lhe: "Senhor, os alentejanos não querem descer porque têm medo do Well" O presidente não percebe nada e diz-lhe: "Mas... quem é o Well?" Regressa o secretário e diz ao alentejano: - O Presidente pergunta quem é Well? E o alentejano diz-lhe: - Não sei! Mas ali, naquele cartaz diz: "WELL COME ALENTEJANOS"...//... Faltavam poucos dias para o seu casamento, quando a sua futura sogra, uma quarentona escultural toda boazona, num momento a sós lhe diz no sofá da sala: - Quero que saibas que sempre te achei um homem atraente e… bem… fico envergonhada só de falar… - Pode falar! Fique à vontade! – Diz ansioso o homem. Continua a sogra: - Bom, antes que te cases, eu gostaria de fazer amor contigo! O homem fica boquiaberto e ela prossegue: - Eu vou para o quarto. Se quiseres ir embora, já sabes onde é a porta… Se me quiseres ter é só ir lá ao quarto… Estarei à tua espera bonzão! O homem espera a sogra ir para o quarto, pensa por meio segundo e decide o caminho que vai tomar. Corre para a porta e, ao sair de casa, encontra apoiado no seu carro o seu sogro sorridente. - Parabéns! – disse ele – Queríamos saber se eras um homem fiel, honesto e leal e tu passaste no teste! Nesse momento, a sogra saiu da casa e também o cumprimentou. Moral da história: Guardar os preservativos no carro e não no bolso tem as suas vantagens!...//... A mulher comenta: - Que coincidência! Eu também pedi uma taça de champanhe. - Hoje é um dia especial para mim - diz o fazendeiro - Estou a festejar. - Hoje é um dia especial para mim também! - diz a mulher - Eu também estou a festejar. - Que coincidência! - diz o fazendeiro. Quando "batem" as taças ele pergunta: - O que é que a senhora está a celebrar? - Eu e meu marido há uns tempos que andamos a tentar ter um filho e hoje o meu ginecologista disse-me que estou grávida. - Que coincidência! - diz o homem - Sou criador de galinhas e durante muitos anos as minhas galinhas não eram férteis. Mas consegui! Elas hoje começaram a pôr ovos férteis. - Isso é óptimo - diz a mulher - Como é que conseguiu que as suas galinhas ficassem férteis? - Usei um galo diferente - diz ele... A mulher sorri, brinda novamente e diz: - Mas que coincidência...//... Um tipo sofria de dor de cabeça crónica infernal. Foi ao médico que, depois dos exames de praxe, disse: − Meu caro, tenho uma boa e uma má notícia. A boa, é que posso curá-lo dessa dor de cabeça para sempre. A má notícia é que para fazer isso eu preciso castrá-lo! Os seus testículos estão pressionando a espinha, e essa pressão provoca uma dor de cabeça infernal. Para aliviar o sofrimento preciso de removê-los. O tipo levou um choque e caiu em depressão. Passou dias meditando. Indagava se havia alguma coisa pela qual valesse a pena viver. Não teve outra escolha senão submeter-se à vontade do bisturi. Quando deixou o hospital, pela primeira vez, depois de 20 anos, não sentia mais dor de cabeça. No entanto, percebeu que uma parte importante de si estava faltando. Enquanto caminhava pelas ruas notava que era um homem diferente, mas que poderia ter um novo começo. Avistou uma loja de roupas masculinas de luxo. "É disto que eu preciso", disse para si mesmo. − Quero um fato novo!!!, pediu ao vendedor. O alfaiate, de idade avançada, deu uma olhadela, e falou: − Vejamos... é um 44, longo. Ele riu-se: − É isso mesmo, como é que adivinhou? − Estou no ramo há mais de 60 anos, respondeu o alfaiate. Experimentou o fato, que lhe ficou a preceito. Enquanto se admirava ao espelho, o alfaiate perguntou: − Que tal uma camisa nova? Ele pensou por alguns instantes: − Claro! O alfaiate olhou e disse: − 34 de manga, e 16 de pescoço. E ele pasmado: − Mas... É isso mesmo! Como é que adivinhou? − Estou no ramo há mais de sessenta anos - repetiu. Experimentou a camisa e ficou satisfeito. Enquanto andava pela loja, o alfaiate sugeriu-lhe: − Que tal umas cuecas novas? − Claro. O alfaiate olhou os seus quadris, e lançou: − Vejamos... Acho que é o 36. Aqui, o tipo soltou uma gargalhada: − Desta vez, falhou! Uso o tamanho 34 desde os 18 anos de idade. O alfaiate sacudiu a cabeça, negativamente: − Você não pode usar 34. O tamanho 34 pressiona os testículos contra a espinha, e essa pressão deve provocar-lhe uma dor de cabeça infernal....//... Marcão era um antigo funcionário de uma cervejaria no interior de São Paulo. Ele era feliz no trabalho, embora seu sonho fosse ser degustador de cerveja, bebida que tanto adorava. Certa vez, trabalhando no turno da noite, ele caiu dentro de um tonel de cerveja. Pela manhã, o vigia deu a triste notícia: — É com profundo sofrimento que informo que o Marcão se desequilibrou, caiu no tonel de cerveja e infelizmente morreu afogado. Um grande amigo de Marcão com a voz muito triste pergunta: — Meu Deus! Será que ele sofreu? O vigia então responde: — Acredito que não, porque segundo as imagens da câmera de segurança, ele chegou a sair três vezes do tonel para mijar...//... Em Angola, Kussumbé foi a uma estação de serviço onde havia um cartaz que dizia: "Encha o depósito e concorra a uma noite de sexo grátis" Depois de encher o depósito, Kussumbé chamou o funcionário e perguntou: - Ei, como si faz pra concorere nesse promoção? - É fácil: basta dizer um número de 1 a 10. Se for o mesmo número que estou pensar, o senhor ganha - explicou o empregado. Kussumbé disse então: - 8. - Erraste: eu estava pensar no número 4 ... Uns dias depois Kussumbé voltou à estação mais o seu amigo João, encheram o depósito, chamaram o mesmo funcionário e perguntaram: - Ainda estás no promoção? - Sim, diga lá o número de 1 a 10. Se acertar o número que estou pensar, ganha uma noite de sexo grátis. E Kussumbé disse: - 5. O funcionário: - Erraste... Eu estava pensar no número 2 ... Depois de voltarem várias vezes sem nunca terem acertado, João comentou com Kussumbé: - Acho que o gajo do posto está a enganar a genti, pá: nóis nunca acerta! Diz Kussumbé: - Deixa di desconfiança pá,...semana passada minha mulher acertou três vez... nóis é que é burro, pá!...//... Um anão chega à Amazónia com um machado de 15 centímetros e vai preencher os papéis para ser lenhador. O capataz pergunta-lhe: - Nome? - Johnny Short. - Idade? - 25. - Grau de experiência? - Imensa. Rápido, eficaz e trabalhador. Corto tudo num instante. - Local anterior de trabalho? - Deserto do Saara. - Saara? Ouça lá, está a gozar comigo? No Saara não há árvores! - Não há agora. Havia de ver aquilo antes de eu ir para lá......//... Uma advogada seguia em alta velocidade com seu BMW topo de gama, quando um soldado da Guarda Nacional Republicana a mandou parar. Guarda: - A senhora vinha em excesso de velocidade, por favor, a sua carta. Advogada: - Está caducada. Guarda: - Os documentos do carro. Advogada: - O carro não é meu. Guarda: - A senhora, por favor, abra o porta-luvas. Advogada: - Não posso, tem lá um revólver que usei para roubar este carro. Guarda (já bastante preocupado): Abra o porta-malas! Advogada: - Nem pensar! Na mala está o corpo da dona deste carro, que eu matei no assalto. O guarda, vendo-se diante das circunstâncias, resolve chamar o Sargento. Chegando ao local o Sargento dirige-se à advogada: Sargento: - Carta de condução e documentos do carro por favor! Advogada: - Estão aqui senhor Comandante, como vê o carro está no meu nome, tem seguro, tem inspecção e a minha carta de condução está em conformidade. Sargento: - Abra o porta-luvas! Advogada (tranquilamente) : - Como vê só tem alguns papéis. Sargento: - Abra o porta-malas! Advogada: - Certo, aqui está... como vê, está vazio. Sargento (constrangido): - Deve haver aqui algum equívoco, o meu subordinado disse-me que a senhora não tinha carta de condução, que não era a dona do carro, que o tinha roubado, com um revólver que estava no porta luvas, a uma mulher cujo corpo estava no porta malas. Advogada (indignada): - Só falta agora esse sacana dizer que eu vinha em excesso de velocidade!!!...//... Um tipo está detido e todo partido na esquadra da Polícia de Segurança Pública, na Praça da Alegria, em Lisboa. O advogado comparece para libertá-lo, e pergunta o que havia acontecido. O cliente começa a explicar: - Bem, eu estava a passar na rua e de repente, vi um monte de gente a correr. Estavam a ajudar uma prostituta, que acabava de dar à luz um lindo menino em plena rua. Solidário, comprei um pacote de fraldas para oferecer à prostituta. Ao aproximar-me, um polícia com 2 metros de altura e 1 de largura, viu o pacote de fraldas nas minhas mãos e perguntou: - Para onde vai isso? E eu respondi: - "Vai para a puta que pariu!". Depois disso não me lembro de mais nada... mas já consigo abrir um olho!...//... Numa aldeia pecava-se demais! O velho padre, cansado de ouvir tantas confissões envolvendo o desagradável termo "adultério”, combinou um código com os seus paroquianos. Sempre que alguém perdesse a cabeça teria simplesmente de dizer: "Senhor Padre, eu caí!”. E pronto, sempre que alguém confessava ter "caído”, o velho padre já sabia do que se tratava. Mandava o pecador rezar três 'Avé-Marias' e um 'Pai-nosso', e a coisa ficava por ali. Os anos passaram e, o velho padre partiu deste mundo, sem ter tido tempo de avisar o seu sucessor do código combinado. Um dia, o jovem padre, espantado com tanta queda, dirigiu-se ao Presidente da Junta de Freguesia para lhe expor a estranha situação: - O Sr. Presidente vai-me desculpar, não me quero meter no seu trabalho, mas tem os passeios numa lástima! Não passa um dia sem que muitos dos meus paroquianos se queixem de ter caído… O Presidente solta uma gargalhada e antes de esclarecer a situação, o jovem padre continua: - E não se esteja a rir Sr. Presidente, que a sua esposa, coitada, só esta semana já caiu três vezes!...//... O marido chega a casa bêbado ao fim do dia e diz à mulher: - Hoje, lá na tasca, fizemos um concurso para ver quem bebia mais copos de vinho! Pergunta a mulher: - Quem é que ficou em segundo lugar?...//... Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, questiona Passos Coelho num debate quinzenal no Parlamento: - Senhor Primeiro-Ministro, isto está de tal maneira que até as raparigas licenciadas têm que se prostituir para sobreviver.· Passos com o seu habitual sorriso responde: - Lá está a Senhora Deputada a inverter tudo... só quem não quer é que não vê que hoje o nosso sistema de ensino está tão bom, que até as prostitutas já são licenciadas!...//... Um tipo sai bêbado de uma discoteca às 7 da manhã e mete-se no carro. No entanto, tem um momento de lucidez e decide dormir no carro antes de se meter ao caminho. Estaciona então ao lado de um jardim e adormece. Minutos depois um tipo em fato de treino que anda a correr bate à janela do carro, acorda-o e pergunta-lhe que horas são. - Sete e cinco - resmunga ele. Cinco minutos mais tarde outro desportista volta a bater-lhe à janela do carro para perguntar as horas. - Sete e dez - responde ele. Nessa altura saca de um papel e de uma caneta e escreve em letras grandes: "Não sei que horas são!", e pendura o letreiro na janela do carro. Cinco minutos mais tarde um tipo que vai a passar bate-lhe à janela do carro e diz-lhe: - São sete e um quarto!...//... O árabe vai à loja do judeu para comprar soutiens pretos. O judeu, pressentindo bons negócios, diz que são raros e poucos e vende por 40 euros cada um. O árabe compra 6, e volta alguns dias depois querendo mais duas dúzias. O judeu diz que as peças vão ficando cada vez mais raras e vende por 50 euros a unidade. Um mês mais tarde, o árabe compra o que resta por 75 euros cada. O judeu, encucado, pergunta-lhe o que faz com tantos soutiens pretos. Diz o árabe: - Corto o soutien em dois, faço dois chapéuzinhos e vendo aos judeus por 100 euros cada. FOI ASSIM QUE A GUERRA ISRAELO-ÁRABE COMEÇOU...//... Diz um tipo para o colega de escritório: - Está decidido, se o patrão não retira o que há pouco me disse, vou-me embora! O colega: - Calma, pá! Não te precipites! Mas, o que é que ele te disse? O outro: - Disse-me: ”Está despedido!"....//... Um indivíduo vai com o seu cão ao cinema. O sujeito da cadeira ao lado, começa a ficar espantado ao ver que o cão ria e batia palmas, como se estivesse realmente a compreender o filme. Diz o sujeito para o dono do cão: - Estou admirado, o seu cão percebe o filme todo. - Ai está admirado?! Mais admirado estou eu! - Então... mas porquê? - É que ele... leu o livro e não gostou!...//... Depois de esperar uma hora e meia pelo namorado para irem jantar, a rapariga decidiu que não valia a pena esperar mais. Tirou a roupa de gala e vestiu o pijama, fez pipocas e sentou-se no sofá a ver televisão. Logo depois, a campainha toca. Ela abre a porta e o namorado diz: - É sempre a mesma coisa... Eu até chego duas horas atrasado e tu ainda não estás pronta!...//... Na esquadra da Polícia do Cartaxo entra um indivíduo muito aflito e pede para falar com o chefe. Quando este aparece, aquele diz-lhe, muito assustado: - Senhor chefe, esta madrugada entrou um ladrão em minha casa, eram três horas da manhã... - E levou alguma coisa? - Perguntou o chefe. - Se levou!... O homem está em coma no hospital de Santarém! A minha mulher julgou que era eu que vinha da casa de alterne Kikas!...//... Num voo internacional, como é habitual, o comandante do avião liga o microfone e fala aos passageiros: - Bom dia, senhores passageiros, neste exacto momento estamos a 9 mil metros de altitude, velocidade cruzeiro de 860 Km/hora e estamos a sobrevoar a cidade de...AAAAAAAHHHH. VALHA-ME DEUS!!! Os passageiros ouvem um barulho infernal, seguido de um grito pavoroso: - NÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOO!!! Depois de um silêncio sepulcral, o comandante volta a ligar o microfone e, timidamente, diz: - Peço imensa desculpa, mas esbarrei na bandeja e uma chávena de café caiu-me no colo. Imaginem lá como é que ficaram as minhas calças à frente! Prontamente, um dos passageiros gritou: - Cabrão! Imagina lá como é que ficaram as minhas calças atrás!!!......//... Dois bêbados apanham um eléctrico em Lisboa. E, já lá dentro, confundem um oficial da Marinha com o revisor, e apresentam-lhe os bilhetes. Diz o oficial da Marinha: - Desculpem mas eu não sou o revisor… Intrigados perguntam os bêbados: - Não é o revisor? Então porque está assim vestido? Explica-lhes o homem: - Eu sou um oficial da Marinha. E, ao ouvirem aquilo, os bêbados dizem um para o outro: - E agora?! Enganá-mo-nos, isto é um barco...//... Altas horas da madrugada, um casal acorda ao som insistente da campainha da porta. O dono da casa levanta-se e, pela janela, pergunta: - O que é que você quer? Responde um homem: - Olá. Eu sei que é tarde. Mas preciso que alguém me empurre. A sua casa é a única nesta região. Só você me pode empurrar! Resmunga o homem da casa: - Eu não o conheço! São 4 horas da madrugada e pede-me para o ajudar?! Ah, você está bêbado, vá-se mas é embora! E volta para a cama. A mulher, que também acordara, não gostou da atitude do marido: - Exageraste! Já ficaste sem bateria aqui há pouco tempo. Bem podias ter ajudado o indivíduo… - Empurrá-lo? Ele está é bêbado! – Desculpa-se o marido. - Mais um motivo para o ajudares – insiste a mulher. – Ele não vai conseguir andar sozinho. Logo tu, que sempre és tão prestável… Mordido pelos remorsos, o marido veste-se e vai para a rua: - Eu vou ajudar-te! Onde é que estás? E o bêbado, gritando do fundo do jardim: - Aqui, no baloiço...//... Num restaurante, pergunta o cliente ao empregado de mesa: - Qual é prato do dia? O empregado de mesa: - Língua de vaca estufada. O cliente: - Nunca como o que sai da boca de um animal! O empregado; - Então, se preferir, podemos fazer uma omelete...//... O padre confessor: - Mas, isso é grave, minha filha! E onde foi, então, que ele te beijou pela primeira vez? A jovem: - Foi na boca. Mas, a segunda vez, foi na… O padre: - Chega, chega! Eu te absolvo em nome…...//... Ao fim do dia, um tipo chega a casa a cair de bêbado. Diz-lhe a mulher: - Mais uma?! Todos os santos dias trazes uma piela para casa! Responde o bêbado: - Quem é amigo, quem é?!...//... Diz uma mulher para a amiga: - Escuta esta notícia do jornal: ”A partir de agora quem provocar dores a animais tem pena de prisão”! Diz a amiga: - Olha, o panhonha do meu marido é que vai ficar beneficiado com isso...//... Dois amigos cruzam-se num passeio e observa um: - Que ar alegre que trazes! O que é que te aconteceu? O outro: - Venho de dar uma queca num baloiço… O amigo: - Num baloiço?! Como?! O outro: - Estive com uma gaja que é marreca...//... A certa altura da cerimónia do casamento, diz o padre: - O que Deus unir ninguém pode separar. Entre dentes, diz a recente sogra: - Isso é o que vamos ver!...//... Um velho no Lago Niassa em Moçambique estava a transportar turistas de canoa, quando um dos jovens decide gozar: - Ó seu velho analfabeto, sabes o que é zoologia, estomatologia? Não sabe! oftalmologia? Não sabe?! Que burrinho!! O velho irritado, dá um abanão à canoa fazendo com que o jovem caísse ao lago e, por incrível, o jovem não sabia nadar… Então o velho começou a rir: – Então tu, sabes nadatologia, afogatologia he? Não sabe! Então corcodilogia vai tomar conta da tua cabeça! ...//... Uma loira para a amiga: - Ele pediu-me a mão e ofereceu toda a sua fortuna! A amiga: - E não aceitaste, porquê?! A loira: - Porque a minha mão era maior que a fortuna dele. ..//... Pergunta o professor: - Joãozinho, chove que tempo é? O Joaozinho: - Mau tempo. ...//... Ao fim do dia, a loira chegou a casa e encontrou a empregada doméstica com um ar muito espantado, e perguntou: - Serafina, porque estás com essa cara tão espantada? A empregada: - Ó minha senhora, então não é que ouvi no rádio que um furacão passou numa cidade da América e varreu aquilo tudo em menos de três minutos! E a loira: - É para que vejas! Só tu, para varreres o meu quarto, levas um tarde inteira!.../... Dizia um tipo ao amigo: - Chega a ser mania o gosto que as mulheres têm para gastar o dinheiro! O amigo: - Eu que o diga! Mal a minha sogra adoece, a minha mulher quer ir logo ao médico com ela ...//... Pergunta o doente: - Tem a certeza, doutor, que é uma pneumonia que eu tenho?! O médico: - Absoluta! O doente: - É que um amigo meu estava a ser tratado de uma pneumonia mas, afinal, acabou por morrer de outra coisa qualquer. O médico: - Ó homem, eu quando trato uma pessoa de pneumonia é de pneumonia que ela morre! ...//... Diz a mulher para o marido: - Escuta esta notícia curiosa, que vem aqui no jornal: ”O ser humano morrerá por falta de ar em cinco minutos, por falta de sono, em dez dias, por falta de água, numa semana e por falta de alimento, em tempo variado, conforme as circunstância”! O marido: - Conclusão: o vinho é vida!...//... Dizia o pai de um deputado a um amigo: - O meu filho nasceu para o Parlamento! O amigo: - Talvez. Mas, o contrário não é verdade...//... Um sujeito bate à uma porta de uma casa e aparece-lhe uma senhora. - Que deseja? O sujeito: - Esta não é a casa do Cordeiro? A senhora: - Deve ser engano. Quem mora aqui é o senhor Carneiro. O sujeito: - Tchiii! Como o tem passa...//... Um tipo bem vestido é abordado no passeio por um mendigo com ar debilitado: - Ajude-me, senhor, que eu há três dias que não como nada. O tipo: - Olhe, quer um conselho? Ande a pé uma hora e meia todas as manhãs que isso lhe abrirá o apetite....//... Era fim de semana e ela saiu para fazer compras. Quando regressou a casa, deparou-se com o marido ainda sentado no sofá da sala, a ver televisão. Diz ela para o marido: - És muito preguiçoso, homem! Já podias ter ido à rua com o cão, em vez de estares aqui sentado! Depois, ela chama o cão e diz-lhe: - Bobi, anda, vai já passear o dono...//... Um indivíduo leva o nariz a tocar no vidro da janela do comboio e vai incomodando todos os outros passageiros, pois não pára de contar em voz alta as peças de gado que vai avistando: - 437 ovelhas... – mais adiante, continua – 392 vacas... Depois solta um grito de espanto e alguém lhe pergunta: - Oh amigo que histerismo vem a ser esse? Diz o homem: - Sabe é que fiquei admirado com a quantidade de porcos, pois acabei de contar 903. Espantado pergunta o outro passageiro: - Mas como consegue o senhor à velocidade que vai o comboio contar tantos animais? Explica o homem: - É fácil conto as patas e depois divido por quatro....//... Um tipo diz ao amigo: - O novo padre da paróquia fuma muito! O amigo: - É, mas só gosta das ”beatas”...//... Dois benfiquistas conversam e diz um: - Então, lá voltámos a perder outra final europeia! O outro: - Ora, com aqueles dois ”pés náuticos”... O primeiro: - Pés náuticos?! Explica o outro: - Pois, chutar a bola daquela maneira, foi mesmo ”meter água”...//... Dois amigos cruzam-se num passeio e o mais apressado diz para o outro: - Olha, pá, empresta-me aí cem euros. O outro: - Neste momento, só trago comigo vinte... O primeiro: - Não faz mal! Dá-me esses vinte e ficas a dever-me oitenta...//... Havia um café que publicitava que tinha tudo o que os clientes pretendiam, então, num dia, um homem para testar se realmente era verdade, dirigiu-se ao balcão e diz: - Boa tarde, queria uma sandes de tromba de elefante se faz favor. E responde-lhe o empregado: - Xiiii ó amigo, está mesmo com azar, acabou-se mesmo agora o pão!...//... Diz um pintor plástico para um amigo: - Eu, quando pinto qualquer tela, pinto o tema como o sinto. O amigo: - E já estás assim doente há muito tempo?...//... Na aula de Português, a professora explicava aos alunos: - Nomes colectivos são os que designam coleção ou agregado de indivíduos da mesma espécie. Por exemplo: tropa, rancho, enxame, etc. Joãozinho, diz-me lá agora mais nomes coletivos. O Joãozinho: - Malfeitores, ladrões, mentirosos, políticos...//... Diz ele para a mulher: - A verdade seja dita! Desde que a minha mãe começou a cozinhar cá em casa, não só te poupou esse trabalho, como temos poupado dinheiro! A mulher: - E ainda há outra vantagem! Antes, quando era eu a cozinhar, as sobras da comida iam todas para os pobres. Agora, até esses deixaram de cá vir...//... Numa livraria, pergunta uma loira ao funcionário: - Quanto custa esta coleção encadernada de obras célebres de Camilo Castelo Branco? O funcionário: - Neste momento, estamos a vendê-la por metade do preço do catálogo. A loira: - E quanto custa o catálogo?...//... Dois tipos, já bem ”atestados”, ao balcão de um bar. Diz um: - Tal como a fome, o tinto é negro! O outro: - Quem tudo quer, tudo bebe! O primeiro: - Bebo, logo exijo! O outro: - Melhor que esquecer é beber!...//... Um cão, que roía um osso, começa a rosnar ao ver outro a aproximar-se. Diz o outro cão: - Calma, pá, eu sou teu amigo! O que rosnava: - Tá bem, mas, amigos, amigos, ossos à parte!...//... Num bar, um sujeito encontra uma bela morena, amiga da sua mulher. Ela aproxima-se, toda insinuante e diz: - Posso fazer uma pergunta? - Claro! - Fazer sexo a três está entre as suas fantasias? E ele, empolgado, exclama: - Clarooooo!!! A morena esclarece: - Então, corra para casa que talvez ainda chegue a tempo!...//... Uma menina loira chegou a casa em Paris a chorar depois de sair da escola. - O que é que tens? – Pergunta a mãe, uma bonita e também loira francesa. Diz a filha: - Tive zero a geografia. Espantada pergunta a mãe: - Zero? Então mas porquê?! Explica a filha: - Não sabia onde fica Portugal. Diz a mãe: - Não sabes? Que burra! Passe-me aí o mapa de França que eu te digo já onde fica. E a mãe procurou, procurou... e nada! Diz ela: - Oh Meu Deus! Este mapa não é suficientemente pormenorizado. Passe-me o mapa da região de Paris. E a mãe voltou a procurar, procurar e já desorientadíssima, diz: - Também nada neste mapa, passe-me o mapa da cidade! E a mãe procura, procura… E já aborrecida refila: - Porra... Portugal não pode ficar tão longe assim. A empregada é portuguesa e vem trabalhar todos os dias de bicicleta!...//... Refila o cliente ao vendedor: - O cão que me vendeste não ladra nada, mas disseste que era cão-polícia. O vendedor na maior calma diz: - É da polícia secreta....//... No manicómio,um maluco depara com outro a tocar piano e pergunta-lhe: - Porque é que estás a tocar a música só com as teclas pretas?! Responde o outro: - Porque estou de luto...//... Um tipo passeava com a sua mulher loira e, a certa altura, diz-lhe: - Aquele tipo baixinho e gordo que ali vai é um autêntico ”self-made-man”! A mulher: - O que é que isso quer dizer?! O marido: - Então! É um tipo que se fez ele mesmo! A mulher: - Credo, que mau gosto! Deve ter sido feito só com peças da sucata...//... Pergunta o polícia que tomava conta da ocorrência: - Então, depois da discussão que o senhor teve com a sua sogra, não foi capaz de impedir que ela se atirasse da janela? Diz o tipo: - Eu fiz tudo para a salvar, senhor guarda. Corri logo, escada a cima, mas, quando cheguei ao terraço, ela não estava lá... Interrompe o polícia: - Mas, se a queria salvar, tinha de descer as escadas e não subi-las! O tipo: - Bem se vê que o senhor guarda não conhecia a minha sogra! Ela era um autêntico espírito de contradição...//... Dois amigos na conversa, diz um: - Conheço um gajo que vê striptease quase todos os dias! Pergunta o outro: - Deve ser algum tarado, não?! Responde o primeiro: - Não! É médico...

terça-feira, 30 de junho de 2015

Hora da maminha




Imagem enviada por Zacarias Guloso, captador de ângulos ocultos, linhas curvas e contra-curvas, nas horas vagamente livres, ociosas e libertárias.

A primeira visita do Pai





Imagem enviada por Leocádio Fanhoso, especialista em assuntos derivados da questão, similares e afins.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Barco de refugiados chegou hoje à costa portuguesa


Paulo Portas já fez saber que se opõe a um possível acolhimento.






Imagem enviada por Zacarias Guloso, captador de ângulos ocultos, linhas curvas e contra-curvas, nas horas vagamente livres, ociosas e libertárias.

domingo, 21 de junho de 2015

O Verão chega hoje a Portugal



Chega hoje, domingo, 21 de Junho de 2015, pelas 16 horas e 38 minutos, a Portugal continental e Região Autónoma da Madeira.

Ora, vamos lá então
Receber com alegria
Mais um lindo Verão
Que começa neste dia


Domingo Feliz para Todos!





Pode ver este vídeo no canal 64 05 20 do MEO


Contador, desde 2008:

Localizador, desde 2010:

Acerca de mim

A minha fotografia
Provavelmente sou o gajo mais fixe da minha rua, onde felizmente não mora mais ninguém, e na povoação mais próxima sou altamente considerado. Tanto, tanto, que quando o burro zurra aqui, todos por lá dizem: "Lá está o burro do Óscar a zurrar!"...