Um indivíduo leva o nariz a tocar no vidro da janela do comboio e vai incomodando todos os outros passageiros, pois não pára de contar em voz alta as peças de gado que vai avistando: - 437 ovelhas... – mais adiante, continua – 392 vacas... Depois solta um grito de espanto e alguém lhe pergunta: - Oh amigo que histerismo vem a ser esse? Diz o homem: - Sabe é que fiquei admirado com a quantidade de porcos, pois acabei de contar 903. Espantado pergunta o outro passageiro: - Mas como consegue o senhor à velocidade que vai o comboio contar tantos animais? Explica o homem: - É fácil conto as patas e depois divido por quatro....//... Um tipo diz ao amigo: - O novo padre da paróquia fuma muito! O amigo: - É, mas só gosta das ”beatas”...//... Dois benfiquistas conversam e diz um: - Então, lá voltámos a perder outra final europeia! O outro: - Ora, com aqueles dois ”pés náuticos”... O primeiro: - Pés náuticos?! Explica o outro: - Pois, chutar a bola daquela maneira, foi mesmo ”meter água”...//... Dois amigos cruzam-se num passeio e o mais apressado diz para o outro: - Olha, pá, empresta-me aí cem euros. O outro: - Neste momento, só trago comigo vinte... O primeiro: - Não faz mal! Dá-me esses vinte e ficas a dever-me oitenta...//... Havia um café que publicitava que tinha tudo o que os clientes pretendiam, então, num dia, um homem para testar se realmente era verdade, dirigiu-se ao balcão e diz: - Boa tarde, queria uma sandes de tromba de elefante se faz favor. E responde-lhe o empregado: - Xiiii ó amigo, está mesmo com azar, acabou-se mesmo agora o pão!...//... Diz um pintor plástico para um amigo: - Eu, quando pinto qualquer tela, pinto o tema como o sinto. O amigo: - E já estás assim doente há muito tempo?...//... Na aula de Português, a professora explicava aos alunos: - Nomes colectivos são os que designam coleção ou agregado de indivíduos da mesma espécie. Por exemplo: tropa, rancho, enxame, etc. Joãozinho, diz-me lá agora mais nomes coletivos. O Joãozinho: - Malfeitores, ladrões, mentirosos, políticos...//... Diz ele para a mulher: - A verdade seja dita! Desde que a minha mãe começou a cozinhar cá em casa, não só te poupou esse trabalho, como temos poupado dinheiro! A mulher: - E ainda há outra vantagem! Antes, quando era eu a cozinhar, as sobras da comida iam todas para os pobres. Agora, até esses deixaram de cá vir...//... Numa livraria, pergunta uma loira ao funcionário: - Quanto custa esta coleção encadernada de obras célebres de Camilo Castelo Branco? O funcionário: - Neste momento, estamos a vendê-la por metade do preço do catálogo. A loira: - E quanto custa o catálogo?...//... Dois tipos, já bem ”atestados”, ao balcão de um bar. Diz um: - Tal como a fome, o tinto é negro! O outro: - Quem tudo quer, tudo bebe! O primeiro: - Bebo, logo exijo! O outro: - Melhor que esquecer é beber!...//... Um cão, que roía um osso, começa a rosnar ao ver outro a aproximar-se. Diz o outro cão: - Calma, pá, eu sou teu amigo! O que rosnava: - Tá bem, mas, amigos, amigos, ossos à parte!...//... Num bar, um sujeito encontra uma bela morena, amiga da sua mulher. Ela aproxima-se, toda insinuante e diz: - Posso fazer uma pergunta? - Claro! - Fazer sexo a três está entre as suas fantasias? E ele, empolgado, exclama: - Clarooooo!!! A morena esclarece: - Então, corra para casa que talvez ainda chegue a tempo!...//... Uma menina loira chegou a casa em Paris a chorar depois de sair da escola. - O que é que tens? – Pergunta a mãe, uma bonita e também loira francesa. Diz a filha: - Tive zero a geografia. Espantada pergunta a mãe: - Zero? Então mas porquê?! Explica a filha: - Não sabia onde fica Portugal. Diz a mãe: - Não sabes? Que burra! Passe-me aí o mapa de França que eu te digo já onde fica. E a mãe procurou, procurou... e nada! Diz ela: - Oh Meu Deus! Este mapa não é suficientemente pormenorizado. Passe-me o mapa da região de Paris. E a mãe voltou a procurar, procurar e já desorientadíssima, diz: - Também nada neste mapa, passe-me o mapa da cidade! E a mãe procura, procura… E já aborrecida refila: - Porra... Portugal não pode ficar tão longe assim. A empregada é portuguesa e vem trabalhar todos os dias de bicicleta!...//... Refila o cliente ao vendedor: - O cão que me vendeste não ladra nada, mas disseste que era cão-polícia. O vendedor na maior calma diz: - É da polícia secreta....//... No manicómio,um maluco depara com outro a tocar piano e pergunta-lhe: - Porque é que estás a tocar a música só com as teclas pretas?! Responde o outro: - Porque estou de luto...//... Um tipo passeava com a sua mulher loira e, a certa altura, diz-lhe: - Aquele tipo baixinho e gordo que ali vai é um autêntico ”self-made-man”! A mulher: - O que é que isso quer dizer?! O marido: - Então! É um tipo que se fez ele mesmo! A mulher: - Credo, que mau gosto! Deve ter sido feito só com peças da sucata...//... Pergunta o polícia que tomava conta da ocorrência: - Então, depois da discussão que o senhor teve com a sua sogra, não foi capaz de impedir que ela se atirasse da janela? Diz o tipo: - Eu fiz tudo para a salvar, senhor guarda. Corri logo, escada a cima, mas, quando cheguei ao terraço, ela não estava lá... Interrompe o polícia: - Mas, se a queria salvar, tinha de descer as escadas e não subi-las! O tipo: - Bem se vê que o senhor guarda não conhecia a minha sogra! Ela era um autêntico espírito de contradição...//... Dois amigos na conversa, diz um: - Conheço um gajo que vê striptease quase todos os dias! Pergunta o outro: - Deve ser algum tarado, não?! Responde o primeiro: - Não! É médico...

Contador, desde 2008:

Localizador, desde 2010:

Acerca de mim

A minha fotografia
Provavelmente sou o gajo mais fixe da minha rua, onde felizmente não mora mais ninguém, e na povoação mais próxima sou altamente considerado. Tanto, tanto, que quando o burro zurra aqui, todos por lá dizem: "Lá está o burro do Óscar a zurrar!"...